Comercialização

CRÉDITO RURAL

PROGRAMA COMERCIALIZAÇÃO

Linha de Financiamento: COMERCIALIZAÇÃO

1.             Qual o objetivo?

Financiar os recursos necessários à comercialização dos produtos no mercado.

2.             Quem pode solicitar?

-      Pessoas Jurídicas, do setor agropecuário;

-      Pessoas Físicas, que atuem como produtores rurais.

3.             O que pode ser financiado?

-     Financiamento de despesas de pré-comercialização, para suprimento de recursos para atender as despesas inerentes à fase imediata à colheita da produção, permitindo a venda da produção sem precipitações nocivas aos interesses do produtor, nos melhores mercados;

  •  Não pode ser utilizado para favorecer a retenção especulativa de bens, notadamente em caso de escassez de produtos alimentícios para o abastecimento interno;
  • Pode ser concedido isoladamente ou como extensão do custeio.

-     Financiamento de despesas de estocagem de produtos agropecuários, podendo ser dividido em:

  •  Financiamento de despesas de estocagem de produtos agropecuários integrantes da Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM), denominadoFEPM;
  • Financiamento especial de despesas de estocagem de produtos agropecuários não integrantes da PGPM, denominadoFEE.

-     Financiamento para a Garantia de Preços ao Produtor (FGPP), que visa permitir aos produtores rurais a venda de sua produção por valor não inferior ao preço mínimo, para os produtos amparados pela PGPM.

4.          Qual o custo da operação?

-     Taxa Efetiva de Juros de 8,5% a.a.

* A taxa efetiva de juros a ser aplicada será aquela vigente na data da contratação, conforme definido no Manual do Crédito Rural (MCR).

5.             Quais os encargos de inadimplência?

-     Mora: 1% a.m. (um por cento ao mês).

-     Multa: 2% (dois por cento).

6.             Quais são as outras despesas incidentes no financiamento?

-     Taxa de Análise de Proposta: conforme Tabela de Tarifas em vigor;

-     IOF, conforme legislação em vigor.

7.             Qual o prazo máximo do financiamento?

Os prazos serão definidos de acordo com o fluxo de recebimento de recursos da propriedade beneficiada, dependendo também dos itens financiáveis e da cultura financiada, tendo como prazos máximos de vencimento:

-     Pré-Comercialização: até 240 dias;

-     FEPM:

  • 90 dias para feijão, feijão macáçar e algodão em caroço, sendo que, para este último, o prazo poderá ser estendido por mais 150 dias, desde que ocorra a substituição por algodão em pluma;
  • 180 dias para açaí, alho, amendoim, arroz, aveia, borracha natural, café, canola, castanha do Brasil, casulo de seda, cevada, farinha de mandioca, fécula de mandioca, goma e polvilho, girassol, guaraná, juta e malva embonecada e prensada, mamona em baga, milho, milho pipoca, soja, sorgo, sisal, trigo, triticale e sementes;
  • 240 dias para algodão em pluma, caroço de algodão, castanha-de-caju, cera de carnaúba e pó cerífero e leite;
  • 120 dias para andiroba (amêndoa), babaçu (amêndoa), baru (fruto), cacau (amêndoa), cacau cultivado (amêndoa), juçara (fruto), laranja, macaúba (fruto), mangaba (fruto), pequi (fruto), piaçava (fibra), pinhão (fruto) e umbu (fruto);
  • Admite-se o alongamento do prazo do vencimento inicial ou único, para até 60 dias após a colheita do respectivo produto, no caso exclusivo de FEPM de sementes de algodão, amendoim, arroz, cevada, milho, soja, sorgo, trigo e triticale, contra a apresentação de comprovantes de venda a prazo de safra.

-     FEE: até 180 dias;

-     FGPP:

  • 90 dias para algodão em caroço, podendo ser estendido por mais 150 dias, desde que ocorra a substituição por algodão em pluma;
  • 180 dias para alho, amendoim, arroz, aveia, borracha natural cultivada, café, canola, casulo de seda, cevada, farinha de mandioca, fécula de mandioca, goma e polvilho, girassol, guaraná, juta e malva embonecada e prensada, mamona, milho, milho pipoca, sorgo, sisal, trigo, triticale;
  • 240 dias para algodão em pluma, caroço de algodão, castanha-de-caju, cera de carnaúba e leite;
  • até 31 de dezembro do ano subsequente ao da contratação para uva industrial;
  • 120 dias para os demais produtos amparados.
8.             Como ocorrerá a amortização do financiamento

-      O principal e os juros serão pagos em parcela única ao término do prazo do financiamento;

-      De acordo com o item financiável são admitidas amortizações intermediárias;

-      Para uva industrial devem existir amortizações mensais de: 15% nos meses de maio a agosto do ano subsequente ao da contratação, e, de 10% nos meses de setembro a dezembro do ano subsequente ao da contratação;

-      O saldo das operações de FEPM, FEE e FGPP deve ser amortizado ou liquidado na ocorrência de comercialização, parcial ou total, do produto vinculado em penhor.

9.             Quais são os limites de financiamento?

Determinado com base na efetiva necessidade da atividade financiada e da capacidade de pagamento do cliente, limitado a:

-      80% do valor do investimento total para operações de FEPM destinadas a produtos classificados como semente;

-      50% da capacidade anual da unidade de beneficiamento ou industrialização, por beneficiário, para operações de FGPP; e,

-      100% do valor do investimento total para as demais operações.

Os valores limites de financiamento são:

-     Limite Mínimo: R$10.000,00.

-     Limite Máximo: R$800.000,00, por beneficiário e por ano agrícola.

-      Limitado a R$4.500.000,00 por beneficiário, em cada ano agrícola e em todo o SNCR, nas modalidades de FEPM, FEE e FGPP.

10.         Que tipo de garantias e seguros são exigidos?

-      Garantias Reais (130% do valor do financiamento) e Fidejussórias;

-      Assistência Técnica é obrigatória;

-      Todos os bens devem ser segurados.

11.         Como Solicitar o Financiamento?

11.1 Informe-se sobre a Linha de Financiamento

Procure uma de nossas agências e converse com o Gerente. Além de tirar as suas dúvidas, ele informará sobre os procedimentos para apresentação do projeto e dos documentos obrigatórios, exigidos para a análise da solicitação.

11.2 Apresente o Projeto e a documentação

Realizamos uma avaliação cadastral, análise de viabilidade do projeto e avaliação da documentação, caso favorável, é enviada para aprovação do financiamento. Se aprovada, você poderá contratar a operação.

11.3 Aguarde a liberação

Após a contratação da operação, assinatura do instrumento de crédito, e correta averbação das garantias, as parcelas do financiamento são liberadas conforme cronograma de desembolsos.

 

 

IMPORTANTE:

A obtenção do financiamento está sujeita a avaliação e aprovação do financiamento.

Para este Programa é obrigatória a apresentação de Projeto.

Consulte a relação de Elaboradores de Propostas e Projetos credenciados junto ao Banpará na sua Agência e selecione o profissional de sua preferência.

As condições do financiamento (taxas, prazos, itens financiáveis, etc.) seguirão o que determina o MCR (Manual de Crédito Rural).

Para obter informações entrar em contato nos seguintes números: Central Banpará 3004-4444 (Belém e Região Metropolitana, Marabá e Santarém - fixo e celular) ou 0800 285 8080 (Demais Localidades - fixo), e, através das nossas Agências e Postos Banpará.

Ou através do e-mail: creditofomento@banparanet.com.br